a bebida e os escritores

“Tirei a roupa, enfiei-me na cama e fiz estalar outra lata de cerveja.”
– Charles Bukowski

“Porquê beber assim, dois dias seguidos? Dois meses, estações, anos e duas décadas seguidas? Eu respondo. Eu estava com sede”.
– John Berryman

“Bebo exactamente o quanto quero e um gole mais.”
– Henry Louis Mencken

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *