Poesia

«Um dia um poeta francês foi apresentado a um riquíssimo banqueiro. O apatacado e emproado personagem perguntou ao poeta:

– Para que serve a poesia?
E o poeta respondeu-lhe:
– Para o senhor, não serve para nada.» 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *